22.11.16

Vestibular



      Olá! Ultimamente, o dia tem sido tão corrido que ainda não deu tempo de eu postar nada e dar continuação sobre a Romênia, mas hoje, eu trouxe uma poesia que eu escrevi, só para não deixar de postar nada.
      Essa poesia é sobre a pressão que muitos passam ao decidir o seu curso na universidade e a pressão com o ENEM e outras provas de vestibular.





Vestibular


O que você quer ser quando crescer? 
Mas isso não dá dinheiro 
Que faculdade você irá fazer? 
Assim você não arranja emprego 

As minhas escolhas 
São desaprovadas 
As suas opiniões 
Me deixam desinteressada 

Eu disse que entendi 
Mas nem as letras de suas palavras 
Eu consegui distinguir 
E todos nessa sala 
Parecem compreender 
Me sinto deslocada 
Como se não possuísse nenhum saber
Agora irei para casa 
E eu não sou obrigada a ser como você 

O que posso fazer 
Se não irei fazer o que amo? 
"Ah, tudo bem, tente outra vez no próximo ano" 

Cansei das suas dicas 
Elas não são bem-vindas 
Não preciso de suas conquistas 
Suas economias 
Eu não me importo 
E seus discursos 
Eu não os suporto 

Eu disse que entendi 
Mas as suas palavras 
Meu dicionário interno 
Não conseguiu definir 
Até quando durará esse inferno? 
Eu não aguento mais 
Tudo isso aqui é um absurdo 
E eu me pergunto 
Se sou realmente capaz 
De viver nesse mundo.

Espero que tenham gostado e sei que muitos se sentem do mesmo jeito, então resolvi compartilhar sobre isso.
Então é só isso.
Até a Próxima!

Julia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

www.omundoentrepalavras.blogspot.com

Design por: Julia Fernandes